Home Instituto Renault celebra 10 anos de atuação no Brasil

Instituto Renault celebra 10 anos de atuação no Brasil

29/09/2020

·         Criado em 14 de setembro 2010, o Instituto atua em dois eixos principais: inclusão e mobilidade sustentável

·         Mais de 755 mil pessoas já foram beneficiadas pelos projetos da instituição

O Instituto Renault, responsável pelas ações de responsabilidade socioambiental da Renault no Brasil, celebra de 10 anos de atuação neste mês. Criado em 14 de setembro de 2010, o Instituto tem o propósito de contribuir de forma positiva na sociedade, transformando potenciais em possibilidades reais de progresso para pessoas e comunidades. A instituição atua por meio da educação, do desenvolvimento social e da sustentabilidade ambiental, realizando movimentos para diminuir distâncias e promover transformações na sociedade.

“Mais do que desenvolver, fabricar e comercializar veículos, a Renault está consciente do seu papel na construção de uma sociedade mais humana, mais justa e mais sustentável. Estamos muito felizes com tudo o que o Instituto Renault construiu até aqui e seguiremos atuando para gerar renda, estimular o empreendedorismo social e a educação”, explica Ricardo Gondo, presidente do Instituto Renault e da Renault do Brasil.

Ao longo de uma década, o Instituto já beneficiou mais de 755 mil pessoas em dois eixos principais: inclusão e mobilidade sustentável. Em seu site oficial, o Instituto Renault disponibiliza conteúdos sobre todos os projetos desenvolvidos pela instituição, no endereço: http://institutorenault.com.br/.

“Cada iniciativa que desenvolvemos por meio do Instituto Renault carrega o desejo de transformação. Ficamos muito felizes em completar 10 anos de atuação. Esse marco só nos motiva ainda mais para continuar transformando a vida de milhares de pessoas”, afirma Caique Ferreira, vice-presidente do Instituto Renault e diretor de comunicação da Renault do Brasil.

EIXO INCLUSÃO

Por meio de ações planejadas, centradas no progresso das pessoas e da comunidade, o Instituto Renault promove o desenvolvimento social por meio de três os principais projetos: Associação Borda Viva, Geração Futuro e Renault Experience.

Um dos principais focos do Instituto é o desenvolvimento da Borda do Campo, bairro localizado no entorno do Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais (PR), região que acolheu a Renault do Brasil mais de 20 anos atrás. É o bairro mais populoso de São José dos Pinhais com 18 mil moradores, 74 % vivendo abaixo da linha da pobreza, ou seja, com menos de R$ 89 por pessoa em cada família. Estes dados são do Mapa Social da Borda do Campo, relatório que mede o nível de desenvolvimento do território, desenvolvido em parceria com a PUC-PR. A partir dos resultados, o Instituto Renault pautou os futuros investimentos e projetos na comunidade.

Ao todo, são seis projetos no bairro que contam com o apoio do Instituto Renault:

·         CMEI Árvore dos Sapatos e CMEI Borda Viva: locais que funcionam como creches e centro de educação infantil com gestão realizada pelo município. Atendem 210 crianças por dia com idade até 6 anos;

·         Lar Mãe Maria: espaço de acolhimento de crianças e adolescentes que em função de maus tratos foram retirados de suas famílias. São 55 crianças e adolescentes acolhidos no espaço;

·         Geração Futuro: programa educacional de capacitação profissional para jovens que querem ingressar no mercado de trabalho;

·         Amarb (Associação dos Moradores do Bairro Borda do Campo):  tem o objetivo de promover a geração de renda e oportunidades de melhoria da qualidade de vida das pessoas que ali vivem. Atualmente o Instituto Renault apoia em ações de filantropia, como doação de cestas básicas;

·         Associação Borda Viva: um dos primeiros e principais parceiros sociais do Instituto, projeto pioneiro no relacionamento da Renault com a comunidade da Borda do Campo.

Associação Borda Viva

A Associação Borda Viva é uma organização sem fins lucrativos que atua desde 2002 no desenvolvimento social, segurança alimentar para crianças e no empoderamento feminino por meio do empreendedorismo e da geração de renda. A associação está localizada no bairro Borda do Campo, região próxima à fábrica da Renault em São José dos Pinhais. Cerca de 90 mil pessoas já foram impactadas pelas ações da Associação que conta com a parceria do Instituto Renault.

Para promover a segurança alimentar, crianças cadastradas em idade escolar e que vivem em situação de vulnerabilidade social, recebem diariamente refeições preparadas pelas mulheres da comunidade. Ao todo são 37,2 mil refeições servidas por ano.

A geração de renda possui três frentes:

·          Cozinha Comercial, lançada em 2012, cujo objetivo é gerar renda para as mulheres da comunidade oferecendo refeições de qualidade a um preço acessível.

·          Preparação de coffee breaks para eventos de empresas e outras organizações.

·          Casa da Costura, lançada em 2010, que tem como objetivo formar mulheres na área da costura e modelagem, além de bordados e estampagens. Para trazer maior atratividade aos seus produtos, desde 2015 a Casa da Costura passou a contar com uma coleção desenvolvida pelas mulheres do projeto com o auxílio de uma designer. Mantendo a sua tradição em produtos sustentáveis, a nova coleção utiliza, na sua maioria, aparas e sobras de materiais da indústria automobilística, como cintos de segurança e tecidos automotivos.

Os produtos produzidos pela Casa da Costura já são vendidos em concessionárias da França em três cidades, além do ateliê da Renault na Champs-Élysées. Neste ano, as peças também passaram a ser comercializadas nas concessionárias do Brasil e pelo site da Boutique Renault, no endereço: https://www.boutiquerenault.com.br/.           

 “Eu sou um exemplo do poder de transformação desse projeto, iniciei sendo mãe assistida e hoje sou presidente da Associação Borda Viva. Tenho muito orgulho do que somos capazes de fazer hoje, com uma gestão transparente e qualificada. Meu sonho era gerar renda para as mulheres, mas jamais imaginei que nossos produtos chegariam até a França. Hoje nossas bolsas estão expostas na Champs-Élysées em Paris e nas concessionárias Renault pelo Brasil. É uma vitória ver que estamos atingindo cada vez mais o mercado”, relata Rose Santos, presidente da Associação Borda Viva.

“Além da garantia de renda, ver a vida das mulheres sendo transformadas é algo emocionante. Este processo traz dignidade, autoestima, competência e transformação, é um verdadeiro processo de empoderamento. Nós da Associação Borda Viva e comunidade da Borda do Campo só temos a agradecer ao Instituto Renault pela confiança em nosso trabalho. É uma imensa alegria celebrarmos juntos os 10 anos do Instituto!”, completa Rose.

Para conhecer mais do projeto, acesse: https://www.catalogobordaviva.com/.  

Geração Futuro

O programa consiste em um curso de formação que visa a qualificação e capacitação para o mercado de trabalho de jovens da comunidade da Borda do Campo, em São José dos Pinhais. O curso gratuito de formação profissional é direcionado para jovens estudantes entre 15 a 24 anos que estejam cursando ou que tenham concluído o Ensino Médio e inclui conceitos administrativos com aulas práticas de informática, regras de negócio, comportamento e cidadania, além de comunicação e cálculo matemático.     

No total, 120 jovens serão qualificados durante o período de um ano e meio, divididos em turmas de 40 alunos por semestre. De 40 alunos da primeira turma que concluiu o curso no ano passado, 18 já foram contratados e estão trabalhando.

O projeto conta com a parceira da Prefeitura Municipal de São José dos Pinhais, que cedeu duas salas do CRAS (Centro de Referência e Assistência Social do bairro Borda do Campo); da Unilehu (Universidade Livre para a Eficiência Humana), como executora do programa e doadora de parte do mobiliário; da TOTVS, por meio do Instituto IOS, que é detentora da metodologia aplicada e da TOTVS/Bematech que cedeu 14 computadores para a realização do programa.   

 “Participar do programa Geração Futuro foi uma experiência incrível. Ter a oportunidade de estudar e conhecer ferramentas de trabalho que eu nunca havia tido contato foi muito importante para o meu desenvolvimento. Além dos conhecimentos em administração e finanças, também aprendi muito sobre empatia pelo próximo, trabalho em equipe e resiliência”, conta Douglas de Oliveira, aluno da primeira turma do Geração Futuro e colaborador da Renault do Brasil.  

A iniciativa foi criada a partir da análise dos dados levantados no Mapa Social da Borda do Campo, relatório desenvolvido pelo Instituto Renault em 2018 com objetivo de identificar o nível de desenvolvimento do território, suas demandas, rede de serviços, tendências e oportunidades de investimento. O objetivo é preparar e qualificar os jovens para transformar de forma positiva a realidade da comunidade e o futuro de muitas famílias.       

“O Instituto Renault contribuiu e continua contribuindo muito para o meu desenvolvimento. O curso me capacitou para que eu pudesse assumir uma vaga na Renault e hoje tenha mais condições para realizar meu sonho de fazer um curso técnico em mecatrônica e automação, e futuramente fazer uma faculdade de engenharia mecânica. Sei que todos os meus colegas também tiveram grande crescimento durante o programa”, complementa Douglas.

Renault Experience

Com o objetivo estimular o empreendedorismo e a inovação entre universitários de todo o país na busca por soluções que facilitem o dia a dia da sociedade, o Renault Experience surgiu em 2008, antes mesmo da criação do Instituto, visando levar a Renault para dentro das universidades.

Para chegar ao seu formato atual, o programa passou por duas reformulações. A primeira delas ocorreu em 2012, quando o RX adotou o formato de resolução de problemas e passou a levar desafios para os estudantes nas áreas de Engenharia, Comunicação e Design. A segunda foi em 2016, com a adoção do sistema de startups. Atualmente o desafio é dividido em três categorias: Soluções de Mobilidade, Negócios Sociais e Desafio Twizy. 

Desde o início do modelo de startups já participaram do desafio mais de 42 mil estudantes, representando cerca de 500 universidades de 25 estados brasileiros.

Edição 2016/2017:

1.      Startup: Interackt | Universidade: UFBA

2.      Startup: ParkCare | Universidade: UTFPR

3.      Startup: OneChange | Universidade: UTFPR

Edição 2017/2018:

1.      Startup: Senscar | Universidade: UNINTER

2.      Startup: iDEliver | Universidade: UFES

3.      Startup: Arquimedes | Universidade: USP

Edição 2018/2019:

1.      Startup: OrniTwizy | Universidade: FEEVALE

2.      Startup: Ride | Universidade: UFSC

3.      Startup: Eva | Universidade: UFES

 Edição 2019/2020:

1.      Startup: FarmTwizy | Universidade: FEEVALE

 “A participação no programa Renault Experience foi o pontapé inicial da nossa jornada empreendedora, o início de um sonho. Eu estava no finalzinho da faculdade de engenharia mecânica, com boas propostas de emprego em grandes empresas, mas o programa tirou da gaveta e tornou palpável aquele velho sonho de empreender. Passamos por uma longa trilha de aprendizagem desde a ideação, design thinking, modelagem de negócios, até disciplinas mais específicas e fomos uma das 3 startups selecionadas entre mais de 400 inscritas”, conta Victor Cavalcanti, membro da Infleet, startup acelerada pelo Renault Experience em 2016.

“Durante a aceleração, tivemos a oportunidade de vivenciar a inovação aberta em uma empresa de grande porte e de identificar as necessidades em ambientes corporativos. Também aprendemos quais os stakeholders envolvidos na tomada de decisão, entendemos a estrutura organizacional da empresa, a relação cliente-fornecedor, a adoção de novas tecnologias. E o melhor, aprendemos a falar sobre Business. O networking com mentores, palestrantes, colaboradores da Renault foi essencial para nosso desenvolvimento. Devemos muito do nosso crescimento ao Renault Experience. O Instituto Renault foi o grande responsável pela nossa história!”, explica Victor.

Com duração total de um ano, cada edição contém três fases, sendo as duas primeiras realizadas em ambiente on-line. Durante todo o processo, os participantes recebem a mentoria de profissionais da Renault e do mercado.

Fase 1 > Ideathon: Trata-se de uma trilha de conhecimento voltada ao empreendedorismo e à geração de ideias. Nesta etapa, os participantes recebem auxílio para exercitar, prototipar e validar as ideias para tornarem-se um negócio. Ao final do Ideathon, um projeto deve ser entregue. Ele será o objeto de avaliação para a próxima fase.

Fase 2 > Business Lab: Nessa fase, os selecionados recebem novos conteúdos para transformar sua ideia em um negócio viável, com conteúdo disponível para modelagem do projeto e mentorias especializadas para auxiliar a desenvolver o produto/serviço. As 30 startups da fase Business Lab passam a integrar uma Comunidade Renault de Startups, com benefícios e vantagens para o desenvolvimento do projeto.

Fase 3 > Aceleradora Renault: Onde a ideia ganha forma para o mercado.

EIXO MOBILIDADE SUSTENTÁVEL  

Mais do que desenvolver, fabricar e comercializar veículos, a Renault está consciente do seu papel na construção de uma sociedade mais humana, justa e sustentável.

 
Por este motivo, no eixo de Mobilidade Sustentável, o principal projeto desenvolvido pelo Instituto é “O Trânsito e Eu”, focado na educação para a segurança no trânsito de crianças, diretamente ligado à atividade da Renault do Brasil. A iniciativa tem o objetivo de contribuir para melhorar a realidade do trânsito no Brasil.

 

O programa está presente de forma permanente em oito municípios do país: Curitiba, São José dos Pinhais, Maringá e Arapongas, no Paraná; Pelotas (RS); além das cidades paulistas de São Bernardo do Campo, Santa Bárbara d’Oeste e São Paulo, capital. O programa também desenvolve ações itinerantes em parques, shoppings e eventos. Cerca de 200 mil crianças de 4 mil escolas pelo Brasil já foram impactadas pela iniciativa e mais de 5 mil professores passaram pela formação.

A educação tem o poder de mudar a vida das pessoas, porque se trata de um processo de formação de ideias a partir dos conhecimentos adquiridos, sejam eles de vida, de diferentes realidades, da comunidade ou até mesmo científico. Esse pluralismo de conhecimentos faz com que o indivíduo construa sua visão de mundo e atue na sociedade de acordo com suas convicções”, explica Josiane Inácio Arruda, pedagoga e coordenadora de educação para o trânsito do município de São José dos Pinhais.        

 “O programa ‘O Trânsito e Eu’ promove o debate e a reflexão partir de informações, estudos e pesquisas sobre diferentes situações do transitar humano e das relações sociais existentes. Este processo mostra que educar para o trânsito não é somente formar futuros motoristas, mas sim futuros cidadãos conscientes, empáticos e preocupados com a sociedade em que estão inseridos”, finaliza Josiane.

ESG

Cada vez mais o termo ESG (Environmental, Social & Governance ou Ambiental, Social e Governança, em português) tem ganhado força nas organizações e na sociedade. A sigla é utilizada para identificar e medir os investimentos sustentáveis realizados pelas empresas nas três áreas citadas. Com o auxílio do Instituto, a Renault do Brasil realiza ações em todas as categorias.

Na parte “ambiental” estão os investimentos em carros 100% elétricos, que auxiliam a reduzir a emissão de poluentes e promovem um trânsito mais limpo e silencioso. Na categoria “social” estão os projetos do Instituto Renault voltados para a geração de renda e diminuição das desigualdades sociais.

Já no âmbito “governança”, o Instituto Renault publica anualmente desde 2011, o Relatório de Sustentabilidade da Renault do Brasil, identificando todas as ações ambiental e socialmente responsáveis desenvolvidas pela organização. Os relatórios podem ser acessados diretamente no site do Instituto, no setor “transparência”, pelo endereço:  http://institutorenault.com.br/relatorio.

Além dos projetos principais nos eixos de Inclusão e Mobilidade, o Instituto Renault apoia diversas outras iniciativas como: AACD, Casa do Zezinho, Unilehu e ADFP.

AACD

A parceria entre a Renault e a AACD teve início em 2011. Desde então a Renault já realizou a doação de oito veículos à instituição, os quais foram utilizados para captar recursos que refletiram em atendimentos para os pacientes com deficiência física.

Fundada em 1950, a AACD possui uma infraestrutura completa dedicada à reabilitação e habilitação de pessoas com deficiências físicas e necessidades ortopédicas – composta por um hospital ortopédico, nove unidades de reabilitação e cinco oficinas para fabricação de produtos ortopédicos. Anualmente, realiza cerca de 800 mil atendimentos especializados para pacientes de todas as idades, via SUS, particular e convênios. Conta ainda com as áreas de Ensino e Pesquisa, que dissemina os conhecimentos adquiridos ao longo de sua história aos profissionais de todo o País, e com a inclusão escolar e esportiva, que contribuem para a inclusão da pessoa com deficiência.

Para conhecer mais do projeto, acesse: https://aacd.org.br/

Casa do Zezinho

A Renault é parceira da Casa do Zezinho desde 2012, quando realizou a doação de um Master para auxiliar nas atividades do projeto.           

Localizada na zona sul da cidade de São Paulo, a Casa do Zezinho é uma ONG que promove oportunidades para crianças e jovens da comunidade em situação de vulnerabilidade social por meio de atividades de educação, arte, cultura, formação geral e oficinas de capacitação profissional. Os jovens participantes do projeto são carinhosamente apelidados de “Zezinhos”.

Para conhecer mais do projeto, acesse: https://novo.casadozezinho.org.br/

Unilehu

A Unilehu (Universidade Livre para a Eficiência Humana) é uma organização do terceiro setor que tem por missão principal tornar possíveis iniciativas sociais que façam a inclusão acontecer.

O Programa Supera é a unidade de geração de renda da Unilehu. Com foco na geração de renda, desde 2007 o Supera possibilita a criação de oportunidades a pessoas em vulnerabilidade social, através da oportunidade de trabalho e formação na costura.   

Em oficinas de produção de costura, estamparia e artesanato, mais de 150 pessoas em vulnerabilidade social foram qualificadas para fazer os produtos do portfólio Supera, que conta com diversas opções de brindes, presentes e vestuário. Desde o início das atividades, 62 alunos já se tornaram produtores certificados e passaram a ter remuneração por produção.

Para ajudar ainda mais o processo, o Supera fornece infraestrutura, com equipamentos e matéria prima para a confecção dos produtos e se responsabiliza pela comercialização do estoque produzido.

O projeto amplia o seu impacto social ao dar prioridade no desenvolvimento de produtos sustentáveis feitos de diversos tipos resíduos, contribuindo para a preservação do meio ambiente.

Para conhecer mais do projeto, acesse: http://unilehu.org.br/

ADFP

A Renault é parceira da ADFP (Associação dos Deficientes Físicos do Paraná) desde 2009, quando realizou a cessão de um Master transformado pela Renault para o transporte de deficientes físicos para auxiliar no trabalho de inserção social realizado pela instituição.

A ADFP é uma organização do terceiro setor, fundada em 1979 com o objetivo de instituir e coordenar amplos serviços de assistência e reabilitação aos deficientes físicos. 

Para conhecer mais do projeto, acesse: http://adfp.org.br/

#MOBILIZARENAULT

Durante a pandemia do coronavírus, o Instituto Renault desenvolveu diversas iniciativas para reduzir os impactos negativos da Covid-19 para a sociedade. Para isso, foi criada a campanha #MobilizaRenault, com o objetivo de estimular e dar voz a todos que estão se mobilizando para diminuir os impactos causados pelo coronavírus, divulgando os projetos que estão sendo desenvolvidos, para reconhecer e engajar cada vez mais pessoas. Por meio da campanha, os colaboradores da Renault do Brasil arrecadaram e doaram voluntariamente mais de 40 toneladas de alimentos, distribuídos entre instituições de Curitiba (PR) e região metropolitana, como lares voluntários, asilos, casas de recuperação, hospitais, tribos indígenas e comunidades em vulnerabilidade social.

Além da iniciativa de arrecadação de alimentos, os colaboradores da Renault também produziram protetores faciais utilizando impressoras 3D e realizaram a manutenção de respiradores destinados aos hospitais do Estado do Paraná.

Atualmente, três veículos Renault (Master, Logan e Kangoo Z.E 100% elétrico) estão sendo utilizados pela Casa do Zezinho em formato de comodato para realizar entregas de cestas básicas, marmitas e itens de higiene pessoal.

Durante a pandemia, o Instituto Renault também realizou a entrega de cestas básicas para 86 famílias moradoras da comunidade Borda do Campo, região em que está situado o Complexo Ayrton Senna, que abriga as quatro fábricas da Renault no Brasil. A ação contou com a parceria da Associação de Moradores da Borda do Campo (Amarb).

O Instituto também fez a entrega de itens de necessidade básica para o Lar Mãe Maria, projeto apoiado pela instituição que abriga 70 crianças e adolescentes.

Desde abril, devido à pandemia, a Associação Borda Viva mudou o formato de distribuição das marmitas que fornece diariamente para 97 crianças da comunidade e agora os familiares buscam as marmitas preparadas com todo o carinho e cuidado para que a criança faça agora a sua refeição, com segurança, em casa. A entrega é realizada todos os dias da semana. O preparo dos alimentos e entregas são realizadas com todas as recomendações do Ministério da Saúde: utilização de máscaras, higienização constante e cumprimento do distanciamento de segurança.

Instituto Renault

Programa Geração Futuro

Associação Borda Viva

O Trânsito e Eu

Renault Experience

;